As comemorações pelos aniversários de 369 anos da aparição de Nossa Senhora de Coromoto, Padroeira da Venezuela, também aconteceram em Porto Velho/RO. A festividade aconteceu no dia da festa litúrgica, 11 de setembro, na Vila dos Indígenas Waraos, sendo a celebração presidida pelo Pe. Filip J. Cromheecke, pároco da Igreja de São Cristóvão e Vigário Geral da Arquidiocese de Porto Velho.

A Festa em honra a virgem de Coromoto foram organizadas pelos próprios indígenas, refugiados no Brasil devido a crise humanitária que passa o país de origem, e contou com  Celebração da Palavra de Deus, apresentações culturais e refeições comunitárias. A Celebração é uma das atividades realizadas com apoio e participação de diversas lideranças da Igreja local que acompanham o processo de acolhimento, proteção, promoção e integração dos imigrantes e refugiados venezuelanos.

Ainda hoje a Venezuela é considerada uma das nações mais marianas do mundo. Há no país mais de 40 santuários dedicados à Virgem Maria. Por isso, a importância de que a Paróquia São Cristóvão, onde encontra-se mais 3 comunidades de refugiados e imigrantes da Venezuela, possibilite que os devotos vivam uma experiência de fé com a Nossa Senhora de Coromoto, especialmente junto a comunidade local.

A atividade acontece semanas antes do Dia Mundial do Migrante e do Refugiado 2021, que será comemorado em 26 de setembro, reforçando o compromisso dos Cristãos, em vista de contribuir para que os migrantes e refugiados que chegam ao nosso pais tenham vida digna.

 

Oração

Sagrada Senhora de Coromoto, Ponte de Luz à Nova Humanidade, reza junto a nós todo o tempo, converte a raça de todo este planeta para que, alçados ao Céu por Seus braços, digamos sim à nossa santa liberdade. Amém.

 

Nossa Senhora de Coromoto, rogai por nós!
Fonte: Pastoral da Comunicação São Cristóvão   #PascomPSC